O QUE SÃO OS RADIOFÁRMACOS

Publicado em 16/abr/2020

❓Você sabia que um radiofármaco é uma substância química que possui algum elemento radioativo associado (radioisótopo)?

✅Ele é reconhecido pelo organismo como similar a alguma substância que será processada por algum órgão ou tecido.

✅Trata-se de fontes radioativas não seladas, que são introduzidas no corpo do paciente por ingestão, inalação ou injeção. Estas substâncias são ditas “marcadas” pelos radioisótopos.
⠀⠀⠀
✅Os radiofármacos são utilizados na medicina nuclear, tanto para diagnósticos como para tratamentos.

✅O IMEN executa controles de qualidade diariamente na radiofarmácia, prezando pelo compromisso com a qualidade entregue ao paciente!
✅Uso diagnóstico:

Utilizam elementos radioativos que emitem fótons com energia suficiente para atravessar o corpo do paciente e chegar aos detectores, devendo possuir meias-vidas física e biológica curtas, para serem eliminadas do corpo pouco tempo após o exame.

Dentre os vários elementos usados, pode-se destacar o tecnécio-99m, que é usado para marcar várias moléculas de acordo com o órgão a ser estudado, como por exemplo quando ligado a exametazima se acumula no cérebro, quando ligado ao metilenodifosfonato é absorvido nos ossos, quando ligado a 6 moléculas de metoxiisobutilnitrila é absorvido pelo coração e quando utilizado junto a um macroagregado de albumina é usado para diagnósticos de perfusão pulmonar.

Outro elemento utilizado é o flúor-18, um emissor de pósitrons, que posteriormente são convertidos em dois fótons gama de mesma energia e sentidos opostos, utilizado com a técnica da tomografia por emissão de pósitrons ou PET (sigla em inglês para Positron Emission Tomography).

O flúor-18 se liga ao fármaco deoxiglicose e segue o metabolismo da glicose no corpo, se concentrando nos órgãos e tecidos que mais consomem glicose.
✅Uso terapêutico:

Neste caso, os radiofármacos possuem maior atividade e são usados para tratar um órgão específico. O elemento mais usado é o iodo-131 (que emite radiação gama e beta), na forma de iodeto de sódio, que é usado para tratar tumores da tireóide.

Também pode-se citar o fósforo-32, usado para o tratamento de doenças malignas do sangue, ossos e ovários, o samário-153 (emissor beta) e o rádio-223 (emissor alfa), ambos para tratamento de tumores ósseos.


© Copyright 2020 - IMEN - Medicina Nuclear. Todos os Direitos Reservados.

xxx

WHATSAPP
Converse agora conosco!